RELEASE

Sapateador, coreógrafo, professor e produtor, é um dos principais incentivadores da arte do sapateado no Brasil. Residente no Rio de Janeiro desde 1991, é uma figura requisitada nos palcos e nas salas de aulas do Brasil e do mundo. Abriu caminho para o sapateado em eventos de grande repercussão, como o Festival de Jazz de Montreux, na Suíça (2000), o Festival Back 2 Black (2009), o festival Rock in Rio (2011 e 2012, palco Rock Street) e o desfile de carnaval do Rio de Janeiro. Apresenta o show Saguibatu,dirige a Companhia Steven Harper e organiza o festival Tap in Rio, juntamente com Adriana Salomão. 

 

 

 

RELEASE EXTENSO

De nacionalidade norte-Americana (EUA), Steven cresceu em Genebra, na Suíça. Começou a estudar dança moderna e jazz aos 15 anos. Mudou-se para Nova York em 1984, onde estudou jazz, ballet, sapateado, musical e canto. Obteve seus primeiros contratos de trabalho a partir de 1986. Deu diversos workshops no Brasil entre 1987-1991, ano em que se mudou para o Rio de Janeiro, onde mora desde então.

Firmou-se como profissional de destaque no país, atuando como bailarino, sapateador, coreógrafo, professor, diretor, pesquisador, produtor e autor. Sua extensa atuação transita entre palcos, televisão, cinema, publicidade, eventos corporativos, desfiles de carnaval (RJ e SP), projetos sociais, assim como escolas e festivais de danças.

Ao longo de 30 anos de carreira, lecionou e se apresentou em mais de 10 países da América Latina, América do Norte, Europa e Oriente Médio, abriu caminho para o sapateado dançando como convidado especial em numerosos programas de televisão (Jô Soares, Hebe Camargo, Amaury Jr, Xuxa, Faustão, etc…) e eventos de grande repercussão, como o Festival de Jazz de Montreux, na Suíça (2000), festival Back 2 Black (2009, com a cantora Mart’nália), o Festival de dança de Joinville (1996, ’97 e ’98), Festival Rock in Rio (2011 e 2013, no palco Rock Street), Rock in Rio-Lisboa (2012 e 2014),  Rock in Rio-Las Vegas (2015), etc. Dedica-se à difusão e descoberta de novos horizontes artísticos para a arte do sapateado americano. Criou desde 1990 diversos espetáculos  em colaboração com músicos, coreógrafos e bailarinos de proveniência e estilos diferentes.  Dentre eles: Preto e Branco (com o sapateador Mauricio Silva, 1992-1996), Jungle Tap (com o contrabaixista Bruce Henri, 1996-2013). Dirigindo sua própria companhia, montou Sincopizante (2002), Sensorial (2004) e Combo (2006), em colaboração com o coreografo Mario Nascimento. Apresenta atualmente Saguibatu, com a bailarina Adriana Salomão e os músicos Mark Lambert, Jimmy Duchowny e Pedro Aune. Além dos já citados, colaborou e/ou se apresentou ao lado de músicos renomados, como Robertinho Silva, Carlos Malta, Carlos Negreiros, Marcos Suzano, Simone Soul, Fábio Nin, David Ganz, Fernando Barba (Barbatuques), a Big Band do Palácio das Artes de Belo Horizonte, etc…

Coreografou para peças de teatro (adultas e infantis), operetas, musicais, circo (Intrépida Trupe), cinema, televisão, e projetos sociais (ver detalhes no currículo abaixo). Sua atuação nos desfiles de carnaval inclui coreografar carros alegóricos para o Salgueiro (2011, ’12, 13′, ’16, RJ); assinar a coreografia da comissão de frente da escola de samba Vai Vai (2015, SP) e da Mangueira (2017, RJ), junto com Adriana Salomão.

Steven viaja em média duas vezes por ano para a Europa e Estados Unidos. Ao todo, ja foram mais de 50 viagens e 200 workshops em 11 países. Ao longo desses anos, lecionou e dançou em 20 estados do Brasil. Além de sapateado, dá aulas de Lindy Hop (show style), Dança Percussiva, Percussão corporal, Percepção musical, Fundamentos Rítmicos e outros temas relacionados ao trabalho com dança e música.

Integrou a Comissão Artística/Sapateado do Sindicato do Profissionais de Dança do Rio de Janeiro (SPDRJ) de  2013-2017. Dirige desde 2002, junto com Adriana Salomão, o festival Tap in Rio, agora na sua 18º edição (2019).

Lançou o livro “Profissão Bailarino: Raio-X de uma paixão” em 2015, publicado pela SPDRJ Editora.

Além do sapateado, desenvolve suas atividades numa linguagem mista que chama de Dança Percussiva, usando o ritmo como elemento central. Trabalhou com diversos grupos de dança, teatro, música e circo, em aulas, cursos e espetáculos.

 

CURRICULO DETALHADO (Clique na imagem)

 Clique aqui para baixar o currículo detalhado